Dr. Rodrigo Galhego

Cirurgia Minimamente Invasiva de Aparelho Digestivo e Hérnias da Parede Abdominal

Dr. Rodrigo Galhego

Especialista em Hernias de Parede Abdominal,
Dor na Virilha e diastase

-Núcleo de Cirurgia de Parede Abdominal da Rede Santa Catarina.

-Cirurgião na Casa de Saúde São José.

-CEO do Talking To The Wall (Curso de Cirurgia Avançada e Minimamente Invasiva para Cirurgiões).

-Medicina – Faculdade Souza Marques.
-Cirurgia Geral – Hosp Federal de Ipanema.
-Videolaparoscopia – Hosp Federal de Ipanema.
-Cirurgia Robótica – Nicholson Center, Orlando, Fl 🇺🇸.

-Titulo de Especialista em Cirurgia Geral pelo CBC.
-Titulo de especialista em Aparelho Digestivo pelo CBCD.

-Membro da SBH (Sociedade brasileira de hernia).
-Membro e Relações Internacionais da AHS (Americas Hernia Society).
-Membro Titular do Colegio Brasileiro de Cirurgioes.

Português – Inglês – Espanhol

Áreas de Atuação

– Cirurgia Geral
– Aparelho Digestivo
– Hérnias da Parede Abdominal

– Obesidade e Bariátrica
– Videolaparoscopia e Robótica

Tratamento avançado de hérnias e dor Crônica

Hérnias de Parede Abdominal

Dor na Virilha / Inguinodinia

Diastase

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Endometriose

Hérnias do Esporte

Cirurgia de Obesidade (Bariátrica)

Hérnias de Hiato

Vesícula / Colecistectomia

Meshoma

Tumor de Colon

Tumor de Estomago

Doenças do Baço

Cirurgia Robótica

Histerectomia

Abdominoplastia sem cortes/ M.I.L.A.

Talking to the wall

Cirurgia de Aparelho Digestivo e Hérnias da Parede Abdominal

Tratamento avançado de hérnias e dor Crônica

As Hérnias caracterizam-se por abaulamento/ fraqueza na musculatura da parede abdominal e podem ser em diversas localizaçoes e ter várias causas:

Tratamento avançado de hérnias, dor Crônica e Diastase

Palestras Internacionais

Dr. Rodrigo Galhego é um dos principais palestrantes do Brasil sobre hérnias da parede abdominal, estando presente em congressos e cursos em diversas partes do Brasil e do mundo.

266aae77-89e7-4ae4-9c7f-9edf412da6b1
WhatsApp Image 2023-08-26 at 17.46.48 (1)
WhatsApp Image 2022-07-28 at 09.24.01
WhatsApp Image 2022-09-27 at 18.40.34
WhatsApp Image 2023-05-29 at 20.12.14
WhatsApp Image 2023-05-29 at 20.12.14 (1)
WhatsApp Image 2023-08-26 at 17.46.48
72bbb3ca-5a0e-4cdb-a610-56283d952cbb
+ 0
Procedimentos Cirurgicos
+ 0
Pacientes Tratados
+ 0
Palestras Internacionais / Nacionais

Galeria de fotos/vídeo

Consultório

Dr. rodrigo galhego

Avaliações dos Pacientes

Conheça nossos

Convênios

Clique no botão abaixo e veja todos os convênios.

Conheça nosso

Blog

Dr. Rodrigo Galhego

Perguntas Frequentes

Na maioria dos casos, a história clínica do paciente associado ao exame físico, são suficientes para realizar o diagnóstico de hérnia da parede abdominal, sem a necessidade de exames adicionais.

💢 Quando o médico fica com dúvida no diagnóstico pode solicitar alguns exames, como a ecografia de abdome, que é o mais solicitado.

👉 Em algumas situações, a tomografia computadorizada pode ser importante, principalmente para hérnias incisionais e para o planejamento cirúrgico.

Essa orientação vai depender sempre do quadro clínico de cada paciente e das características das hérnias, mas, geralmente, é possível corrigir dois defeitos herniários em uma única cirurgia.

💢 Inclusive é muito comum que os pacientes apresentem mais de uma hérnia, uma no umbigo e outra na virilha, por exemplo, devido ao enfraquecimento da parede abdominal.

A decisão é tomada em conjunto pelo médico e pelo paciente. Entre as vantagens está aproveitar o mesmo período de repouso para a recuperação de duas cirurgias.

➡ O maior tempo cirúrgico, que exige mais tempo de sedação e anestesia, associado às condições de saúde do paciente, determinam se é ou não possível seguir esta escolha.

A gestação é um fator de risco para o desenvolvimento de hérnias da parede abdominal, pois é uma condição que deixa a parede abdominal fragilizada e aumenta excessivamente a pressão.

⚠ Isso não significa que toda gestante vai desenvolver hérnias abdominais, mas sim que a gravidez aumenta o risco de desenvolver esse defeito da parede abdominal.

Na maioria dos casos as hérnias da parede abdominal não apresentam qualquer risco para o bebê, a saúde da mãe em relação a gestação ou dificulta o trabalho de parto.

💢 Em casos de hérnias consideradas grandes, o médico especialista pode indicar o uso de cinta ou avaliar a necessidade da cirurgia para o reparo dessa hérnia ainda durante (ou antes) da gestação, situação pouco comum.

Se você tem uma hérnia e deseja engravidar – ou já é gestante – é essencial consultar um especialista para avaliar quais são as condições ideais para o seu caso, de forma particular e personalizada.

Existem diferentes tipos de hérnias abdominais, como a umbilical, inguinal (na virilha), incisional (no local de uma cicatriz anterior) e a epigástrica (pouco acima do umbigo) – elas geram sintomas semelhantes aos pacientes.

Hoje vamos falar das três principais queixas dos pacientes com hérnias:

1⃣ – DOR ABDOMINAL – É comum apresentar um desconforto no local da hérnia. A intensidade da dor vai depender do tamanho do defeito herniário, da sua localização e de possíveis complicações.

2⃣ – INTENSIFICAÇÃO DA DOR AO PRATICAR EXERCÍCIOS FÍSICOS – A prática de atividades tende a intensificar os sintomas da hérnia, que melhoram com o repouso.

3⃣ – UMA ‘BOLINHA’ NO LOCAL DA HÉRNIA – É comum apresentar um abaulamento no local da hérnia, ou seja, uma ‘bolinha’ mais elevada.

Cirurgia é a única forma de tratamento para uma hérnia da parede abdominal e adotar os cuidados pós-operatórios ➡ é essencial para ter uma cicatrização adequada e evitar a recidiva da doença.

1⃣ – NÃO LEVANTE PESO – O retorno às atividades físicas depende da liberação do seu médico e das características da sua hérnia

2⃣ – ESCOLHA EXERCÍCIOS QUE NÃO EXIGEM FORÇA ABDOMINAL – Caminhadas, corridas leves e até natação são opções de exercícios aos pacientes que estão no período de recuperação de uma cirurgia de hérnia abdominal, sempre após a liberação do seu médico.

3⃣ – EM CASO DE SINTOMAS INESPERADOS, RETORNE AO SEU MÉDICO – Se apresentar dor intensa, dificuldade persistente para evacuar, febre ou sangramento intenso, retorne ao seu cirurgião ou ao pronto-atendimento do hospital onde foi operado.

No pré-operatório de uma cirurgia de hérnia abdominal é essencial adotar cuidados para evitar dor e desconforto no local da doença. 💢 Em alguns casos os pacientes precisam melhorar algumas condições de saúde antes de serem submetidos ao procedimento, em outros, aguardam na fila de espera para a realização da cirurgia.

⚠ É indispensável evitar levantar peso (com mais de 5/10 kg), fazer exercícios que exigem força abdominal e manter o acompanhamento com seu médico.

Essas medidas evitam dor e desconforto e reduzem o risco de complicações como o estrangulamento e o encarceramento da hérnia.

As hérnias inguinais devem ser operadas eletivamente com o objetivo de evitar complicações como o encarceramento e o estrangulamento (obstrução intestinal), ➡ após a avaliação com o médico especialista, considerando questões como o tamanho da hérnia e os sintomas do paciente.

💢 A cirurgia é a única forma de tratamento e o método eficiente para evitar sintomas como dor e desconforto. O uso de qualquer outro recurso, como cintas ou fisioterapia devem ser evitados e não são eficazes.

Estudos apontam que o risco de complicações é considerado baixo em pacientes com hérnias pequenas e assintomáticas, mas que 70% destes pacientes desenvolvem sintomas com o passar dos anos, necessitando da cirurgia.

Pacientes que têm hérnia inguinal (na virilha) podem manter as práticas sexuais e de atividades físicas em geral, desde que não sintam dor ou desconforto na região.
✨ A orientação é a mesma para aqueles que já realizaram a cirurgia e passaram pelos primeiros dias de pós-operatório.

É essencial ressaltar que a cirurgia para a correção da hérnia inguinal não causa infertilidade nos homens. ➡ Essa é uma complicação muito rara que só tem chances de acontecer em pacientes com hérnia inguinal bilateral (nos dois lados).

Pacientes diagnosticados com hérnias da parede abdominal, ➡ mas que ainda não realizaram a cirurgia para tratamento, conforme a indicação médica, devem escolher esportes que não exigem levantamento de peso ou exercício de abdominal.

🏋‍♂ Levantar peso com mais de 5kg ou forçar a musculatura do abdômen podem causar dor e desconforto ao paciente com hérnia, além de aumentar o risco de complicações como o encarceramento e o estrangulamento.

🏊‍♂ Como os exercícios físicos são essenciais para a manutenção da nossa saúde, o ideal é encontrar opções adequadas. Entre as nossas dicas estão: caminhada, natação e ciclismo.

As hérnias da parede abdominal são doenças progressivas e o único tratamento existente é a cirurgia para correção. Adiar o procedimento pode fazer com que a hérnia aumente de tamanho, aumentando também os sintomas apresentados pelo paciente e a complexidade da cirurgia necessária.

➡ Além disso, existe o risco de ocorrer complicações como o estrangulamento e o encarceramento da hérnia, o que exige cirurgia de emergência. Entre os principais tipos de hérnias abdominais estão: incisional (no local de uma cicatriz), inguinal (na virilha), epigástrica e umbilical.

Mantenha sempre o acompanhamento com um cirurgião especialista. 💢

Conheça nosso

Instagram

× Agendar Consulta